Portal de Noticias da Direita Brasileira

STJ afasta o governador Wilson Witzel do cargo no Rio de Janeiro

O STJ expediu um mandado de prisão contra o presidente do partido, Pastor Everaldo,
STJ afasta o governador Wilson Witzel do cargo no Rio de Janeiro
Imagem Reprodução

STJ afasta o governador Wilson Witzel do cargo no Rio de Janeiro

https://www.correio24horas.com.br/

O governador do estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), foi afastado do cargo por determinação do Superior Tribunal de Justiça (STJ), nesta sexta-feira (28). O afastamento tem ligação com a Operação Placebo, deflagrada em maio deste ano, e que investiga irregularidades na área da saúde durante a pandemia. O vice-governador, Cláudio Castro, assume o governo do RJ.

 

O STJ expediu um mandado de prisão contra o presidente do partido, Pastor Everaldo, que já foi preso pela Polícia Federal (PF). O ex-secretário de Desenvolvimento Econômico, Lucas Tristão também está sendo procurado.

Também há mandado de busca e apreensão contra a primeira-dama do estado, Helena Witzel, e na sede do governo, o Palácio Guanabara. 

Em maio, a PF buscava provas sobre as irregularidades na saúde. As investigações indicam a existência de um esquema de corrupção envolvendo a organização social contratada Iabas para a instalação de hospitais de campanha e servidores da cúpula da gestão do sistema de saúde do estado do Rio. 

OUVIR NOTÍCIA

O governador do estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), foi afastado do cargo por determinação do Superior Tribunal de Justiça (STJ), nesta sexta-feira (28). O afastamento tem ligação com a Operação Placebo, deflagrada em maio deste ano, e que investiga irregularidades na área da saúde durante a pandemia. O vice-governador, Cláudio Castro, assume o governo do RJ.

 

O STJ expediu um mandado de prisão contra o presidente do partido, Pastor Everaldo, que já foi preso pela Polícia Federal (PF). O ex-secretário de Desenvolvimento Econômico, Lucas Tristão também está sendo procurado.

Também há mandado de busca e apreensão contra a primeira-dama do estado, Helena Witzel, e na sede do governo, o Palácio Guanabara. 

Em maio, a PF buscava provas sobre as irregularidades na saúde. As investigações indicam a existência de um esquema de corrupção envolvendo a organização social contratada Iabas para a instalação de hospitais de campanha e servidores da cúpula da gestão do sistema de saúde do estado do Rio. 

Fonte

https://www.correio24horas.com.br/

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Educação
Bolsonaro pediu a Milton Ribeiro para preparar volta às aulas
Bolsonaro pediu a Milton Ribeiro para preparar volta às aulas
VISUALIZAR
Educação
Ensino médio tem maior salto de qualidade desde 2005
Ensino médio tem maior salto de qualidade desde 2005
VISUALIZAR
Justiça
Toffoli mantém decisão que afastou Witzel do governo do Rio
Toffoli mantém decisão que afastou Witzel do governo do Rio
VISUALIZAR
Economia
Governo zera imposto de importação do arroz até o final do ano
Governo zera imposto de importação do arroz até o final do ano
VISUALIZAR
Justiça
Empresário delata repasse de R$120.000 ao presidente da OAB, Felipe Santa Cruz
Empresário delata repasse de R$120.000 ao presidente da OAB, Felipe Santa Cruz
VISUALIZAR
Saúde
Bolsonaro se reúne com médicos que apoiam uso da cloroquina
Bolsonaro se reúne com médicos que apoiam uso da cloroquina
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )