Portal de Noticias da Direita Brasileira

Novo vírus Chinês pode gerar pandemia: o G4 EA H1N1

Pesquisadores investigaram trabalhadores em fazendas chinesas e identificaram anticorpos contra o G4 EA H1N1
Novo vírus Chinês pode gerar pandemia: o G4 EA H1N1

Novo vírus Chinês pode gerar pandemia: o G4 EA H1N1

https://www.correiobraziliense.com.br/

O novo vírus está presente em porcos e se assemelha ao vírus que causou uma pandemia de gripe suína em 2009. Cientistas defendem que se deve monitorar porcos e trabalhadores de fazendas para evitar que o G4 EA H1N1 se espalhe.

 

Um novo vírus da gripe, atualmente presente em porcos e com potencial para provocar uma nova pandemia entre humanos, foi descoberto na China. O anúncio foi feito por cientistas chineses em estudo publicado na revista especializada Pnas, nesta segunda-feira (29/6). A boa notícia é que o vírus foi descoberto antes de se espahar entre os seres humanos, o que pode evitar sua disseminação, foi o que sinalizou o Correio Brasiliense.

 
Segundo os autores da pesquisa, os porcos costumam ser uma espécie de hospedeiro intermediário no desenvolvimento de variantes do vírus influenza (causador da gripe). O constante monitoramento dos vírus de gripe suína (SIVs, na sigla em inglês) ajuda a identificar novos micro-organismos capazes de infectar os seres humanos. 
 
Em um desses monitoramentos, a equipe liderada pelos pesquisadores George Gao e Jinhua Liu estudaram o 179 SIV, isolando-o de porcos em 10 províncias da China entre 2011 e 2018. Todos os vírus coletados foram agrupados em seis grupos a partir de seus genótipos, buscando semelhanças com o genótipo do H1N1, que já infecta humanos. 

Pandemia de 2009

Desde 2016, eles notaram notaram que o vírus passou a ter características muito semelhantes às do vírus da gripe suína que provocou uma pandemia em 2009. Esse novo vírus recebeu a marcação G4 EA H1N1. Os pesquisadores verificaram que esses micro-organismos têm potencial para se ligar a células humanas e se replicar em tecidos humanos. 
 
Além disso, os pesquisadores investigaram trabalhadores em fazendas chinesas e identificaram anticorpos contra o G4 EA H1N1 em 10,4% dos voluntários. Segundo os autores, medidas de controle do vírus nos porcos e um monitoramento constante dos funcionários das fazendas que criam porcos se faz necessário.

OUVIR NOTÍCIA

O novo vírus está presente em porcos e se assemelha ao vírus que causou uma pandemia de gripe suína em 2009. Cientistas defendem que se deve monitorar porcos e trabalhadores de fazendas para evitar que o G4 EA H1N1 se espalhe.

 

Um novo vírus da gripe, atualmente presente em porcos e com potencial para provocar uma nova pandemia entre humanos, foi descoberto na China. O anúncio foi feito por cientistas chineses em estudo publicado na revista especializada Pnas, nesta segunda-feira (29/6). A boa notícia é que o vírus foi descoberto antes de se espahar entre os seres humanos, o que pode evitar sua disseminação, foi o que sinalizou o Correio Brasiliense.

 
Segundo os autores da pesquisa, os porcos costumam ser uma espécie de hospedeiro intermediário no desenvolvimento de variantes do vírus influenza (causador da gripe). O constante monitoramento dos vírus de gripe suína (SIVs, na sigla em inglês) ajuda a identificar novos micro-organismos capazes de infectar os seres humanos. 
 
Em um desses monitoramentos, a equipe liderada pelos pesquisadores George Gao e Jinhua Liu estudaram o 179 SIV, isolando-o de porcos em 10 províncias da China entre 2011 e 2018. Todos os vírus coletados foram agrupados em seis grupos a partir de seus genótipos, buscando semelhanças com o genótipo do H1N1, que já infecta humanos. 

Pandemia de 2009

Desde 2016, eles notaram notaram que o vírus passou a ter características muito semelhantes às do vírus da gripe suína que provocou uma pandemia em 2009. Esse novo vírus recebeu a marcação G4 EA H1N1. Os pesquisadores verificaram que esses micro-organismos têm potencial para se ligar a células humanas e se replicar em tecidos humanos. 
 
Além disso, os pesquisadores investigaram trabalhadores em fazendas chinesas e identificaram anticorpos contra o G4 EA H1N1 em 10,4% dos voluntários. Segundo os autores, medidas de controle do vírus nos porcos e um monitoramento constante dos funcionários das fazendas que criam porcos se faz necessário.

Fonte

https://www.correiobraziliense.com.br/

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Política
Primeira Dama de São Paulo é contra doação de alimentos a moradores de Rua: “eles...
Primeira Dama de São Paulo é contra doação de alimentos a moradores de Rua: “eles precisam se conscientizar”
VISUALIZAR
Economia
Bolsonaro: Mercosul é parte das soluções para recuperação pós-pandemia
Bolsonaro: Mercosul é parte das soluções para recuperação pós-pandemia
VISUALIZAR
Justiça
Justiça derruba decisão que determinou uso de máscara ao presidente
Justiça derruba decisão que determinou uso de máscara ao presidente
VISUALIZAR
Deficiência
A doce Letícia, síndrome de Down
A doce Letícia, síndrome de Down
VISUALIZAR
Economia
Bolsonaro anuncia mais duas parcelas do auxílio emergencial de R$ 600
Bolsonaro anuncia mais duas parcelas do auxílio emergencial de R$ 600
VISUALIZAR
Política
Harmonia não é apatia entre os Poderes, diz Alexandre de Moraes
Harmonia não é apatia entre os Poderes, diz Alexandre de Moraes
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )