Portal de Noticias da Direita Brasileira

Bolsonaro autorizou militares irem para cima de Gilmar Mendes

Mendes acusou Forças Armadas de se associar a genocídio.
Bolsonaro autorizou militares irem para cima de Gilmar Mendes
Foto: Marcos Correa/PR

Bolsonaro autorizou militares irem para cima de Gilmar Mendes

https://www.em.com.br/

A nota divulgada nesta segunda-feira (13/07) pelo ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, e os chefes das Três Forças — Marinha, Exército e Aeronáutica — confrontando o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), teve aval do presidente Jair Bolsonaro. Ele concordou que os militares partissem para cima de Mendes, assinalou o site estado de Minas Gerais.

Já no sábado (11/07) à noite, Azevedo e Silva estava disposto a dar uma resposta ao ministro do STF, depois de ele declarar que o Exército estava se associando ao genocídio, diante da falta de ação do Ministério da Saúde para conter o número de mortes no país pela COVID-19. A pasta da Saúde é chefiada hoje por um general três estrelas, Eduardo Pazuello.

Mesmo indignado com Gilmar, o ministro da Defesa preferiu soltar, no sábado à noite, uma nota mais genérica ressaltando todo o trabalho feito pelas Forças Armadas no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. Ao mesmo tempo, Azevedo e Silva esperava uma retração pública do ministro do STF.

Desculpas de Gilmar não veio

Gilmar até tentou se desculpar pelo uso do termo “genocídio”. Numa mensagem nas redes sociais, disse que respeitava as Forças Armadas, mas, logo adiante, voltou a atacar o Ministério da Saúde, criticando a militarização da pasta, sem se desculpar pela declaração anterior.

No domingo (12/07), começou a se definir uma ação mais contundente contra Gilmar. Em vez de só o ministro da Defesa assinar uma nota de repúdio, os comandantes das Três Forças endossaram a posição, com o intuito de ressaltar que o repúdio é geral.

OUVIR NOTÍCIA

A nota divulgada nesta segunda-feira (13/07) pelo ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, e os chefes das Três Forças — Marinha, Exército e Aeronáutica — confrontando o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), teve aval do presidente Jair Bolsonaro. Ele concordou que os militares partissem para cima de Mendes, assinalou o site estado de Minas Gerais.

Já no sábado (11/07) à noite, Azevedo e Silva estava disposto a dar uma resposta ao ministro do STF, depois de ele declarar que o Exército estava se associando ao genocídio, diante da falta de ação do Ministério da Saúde para conter o número de mortes no país pela COVID-19. A pasta da Saúde é chefiada hoje por um general três estrelas, Eduardo Pazuello.

Mesmo indignado com Gilmar, o ministro da Defesa preferiu soltar, no sábado à noite, uma nota mais genérica ressaltando todo o trabalho feito pelas Forças Armadas no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. Ao mesmo tempo, Azevedo e Silva esperava uma retração pública do ministro do STF.

Desculpas de Gilmar não veio

Gilmar até tentou se desculpar pelo uso do termo “genocídio”. Numa mensagem nas redes sociais, disse que respeitava as Forças Armadas, mas, logo adiante, voltou a atacar o Ministério da Saúde, criticando a militarização da pasta, sem se desculpar pela declaração anterior.

No domingo (12/07), começou a se definir uma ação mais contundente contra Gilmar. Em vez de só o ministro da Defesa assinar uma nota de repúdio, os comandantes das Três Forças endossaram a posição, com o intuito de ressaltar que o repúdio é geral.

Fonte

https://www.em.com.br/

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Mundo
"Sentimos essa tragédia como se fosse em nosso território": Bolsonaro disse sobre explosões...
VISUALIZAR
Política
Maia cita Mandetta, Huck e Doria como seus possíveis candidatos para 2022
Maia cita Mandetta, Huck e Doria como seus possíveis candidatos para 2022
VISUALIZAR
Meio Ambiente
Mourão manifesta preocupação com incêndios na Amazônia
Mourão manifesta preocupação com incêndios na Amazônia
VISUALIZAR
Política
VÍDEO: Jornalista denuncia grampo em Bolsonaro e golpe do TSE
VÍDEO: Jornalista denuncia grampo em Bolsonaro e golpe do TSE
VISUALIZAR
Saúde
Guga Chacra zomba de médica referência em cloroquina
Guga Chacra zomba de médica referência em cloroquina
VISUALIZAR
Política
Toffoli suspende impeachment de Witzel na Alerj
Toffoli suspende impeachment de Witzel na Alerj
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )