Portal de Noticias da Direita Brasileira

AMAPÁ deixa de adquirir, desde 2019, 34 respiradores pulmonares.

Em licitações sem desfecho, o povo do Amapá paga com a vida, a falta de responsabilidade de seus gestores.
AMAPÁ deixa de adquirir, desde 2019, 34 respiradores pulmonares.
Imagem ilustrativa

AMAPÁ deixa de adquirir, desde 2019, 34 respiradores pulmonares.

Da redação

Em 14 de março de 2019, o Governo do Amapá abriu um Pregão, na forma eletrônica, para aquisição de material permanente e equipamentos destinados a Unidades  de saúde HOSPITAL DE CLÍNICAS ALBERTO LIMA, HOSPITAL ESTADUAL DE LARANJAL DO JARI, HOSPITAL ESTADUAL DE OIAPOQUE e HOSPITAL ESTADUAL DE SANTANA, com verba oriunda do Fundo Nacional de Saúde, no valor de R$ 3.428.440,00 (três milhões, quatrocentos e vinte oito mil, quatrocentos e quarenta Reais),.

Veja o doumento:

Agora veja qual é o objeto dessa compra, que até hoje nunca se realizou:

 

 No mesmo período do ano passado, outro PREGÃO ELETRÔNICO também aconteceu, no dia 29 de maio de 2019, também para aquisição de material permanente e equipamentos destinados a Unidade HOSPITAL ESTADUAL DE SANTANA, com dinheiro proveniente de emenda parlamentar. 

Esses PREGÕES  se arrastam desde a administração do então senhor Secretário Calandrini, passando pelo penultimo, João Bintecourt, onde se encontram, desde 4 de dezembro para homologação, mas, pelo descaso que as autoridades que são responsáveis pela saúde da população, até hoje nunca foram assinados. (VEJAM QUANTA PREOCUPAÇÃO COM A SAÚDE DO POVO AMAPAENSE).

Veja o documento:

E veja quais equipamentos são objetos desta licitação:

 

Pois bem, o leitor menos atento pode até dizer "parece que tudo está tudo em ordem", mas não está,

Desde o ano passado o Estado do Amapá, tem em sua conta corrente, seja em liquidez, em emenda parlamentar e verba do Fundo Nacional de Saúde, mais de 9.000.000,00 (nove milhões de Reais) para aquisição de vários inténs para a saúde do Estado do Amapá, e até hoje não a fez.

Note- se que dentre os equipamentos, estão 34 VENTILADORES PULMONARES, que hoje, em 2020, sua falta, acarreta na morte dos pacientes acometidos pelo COVID-19..

O que se percebe é que as LICITAÇÃOES praticadas no âmbito da Secretaria de Saúde do Estado do Amapá se arrastam por anos, por força de editais "bem elaborados" por seus pregoeiros, quase que direcionando, supostamente, a compra por empresas previamente escolhidas a dedo. Uma "sopa de letrinhas" que terminam por fazer o abjeto mais caro, ser adquirido como se fosse o mais barato no certame, deixando de fora as empresas que praticam de forma justa e dentro do preço de mercado. Itens que são ofertados pelas empresas, produzidos pelo mesmo fabricante, mas que sempre são adquiridos pelo estado do Amapá por aquela que oferece o preço mais alto, uma vez que, o edital "bem elaborado" qualifica apenas aquela do, suposto, interesse das autoridades adquirentes.,  

A extamente 1 um ano atrás, o estado do Amapá tem em sua conta-corrente, para as duas licitações, o valor de aproximadamente 9 milhões (ou não tem mais) e até presentemente não adquiriu nada, e hoje a população paga com a vida de seus habitantes um preço muito alto, tanto finaceiro, como imaterial.

A Secretaria de Saude do estado do Amapá é a grande responsável pelo colapso que os hospitais da capital e do interior passam. Note-se também, que nas licitações citadas pelo menos 300 camas deixaram de ser adquiridas, fazendo a população hoje buscar agasalho nos corredores e macas dos hospitais.

Com a palavra Sua Excelência, o Senhor Governador do estado do Amapá, Waldez Góes (PDT). 

OUVIR NOTÍCIA

Em 14 de março de 2019, o Governo do Amapá abriu um Pregão, na forma eletrônica, para aquisição de material permanente e equipamentos destinados a Unidades  de saúde HOSPITAL DE CLÍNICAS ALBERTO LIMA, HOSPITAL ESTADUAL DE LARANJAL DO JARI, HOSPITAL ESTADUAL DE OIAPOQUE e HOSPITAL ESTADUAL DE SANTANA, com verba oriunda do Fundo Nacional de Saúde, no valor de R$ 3.428.440,00 (três milhões, quatrocentos e vinte oito mil, quatrocentos e quarenta Reais),.

Veja o doumento:

Agora veja qual é o objeto dessa compra, que até hoje nunca se realizou:

 

 No mesmo período do ano passado, outro PREGÃO ELETRÔNICO também aconteceu, no dia 29 de maio de 2019, também para aquisição de material permanente e equipamentos destinados a Unidade HOSPITAL ESTADUAL DE SANTANA, com dinheiro proveniente de emenda parlamentar. 

Esses PREGÕES  se arrastam desde a administração do então senhor Secretário Calandrini, passando pelo penultimo, João Bintecourt, onde se encontram, desde 4 de dezembro para homologação, mas, pelo descaso que as autoridades que são responsáveis pela saúde da população, até hoje nunca foram assinados. (VEJAM QUANTA PREOCUPAÇÃO COM A SAÚDE DO POVO AMAPAENSE).

Veja o documento:

E veja quais equipamentos são objetos desta licitação:

 

Pois bem, o leitor menos atento pode até dizer "parece que tudo está tudo em ordem", mas não está,

Desde o ano passado o Estado do Amapá, tem em sua conta corrente, seja em liquidez, em emenda parlamentar e verba do Fundo Nacional de Saúde, mais de 9.000.000,00 (nove milhões de Reais) para aquisição de vários inténs para a saúde do Estado do Amapá, e até hoje não a fez.

Note- se que dentre os equipamentos, estão 34 VENTILADORES PULMONARES, que hoje, em 2020, sua falta, acarreta na morte dos pacientes acometidos pelo COVID-19..

O que se percebe é que as LICITAÇÃOES praticadas no âmbito da Secretaria de Saúde do Estado do Amapá se arrastam por anos, por força de editais "bem elaborados" por seus pregoeiros, quase que direcionando, supostamente, a compra por empresas previamente escolhidas a dedo. Uma "sopa de letrinhas" que terminam por fazer o abjeto mais caro, ser adquirido como se fosse o mais barato no certame, deixando de fora as empresas que praticam de forma justa e dentro do preço de mercado. Itens que são ofertados pelas empresas, produzidos pelo mesmo fabricante, mas que sempre são adquiridos pelo estado do Amapá por aquela que oferece o preço mais alto, uma vez que, o edital "bem elaborado" qualifica apenas aquela do, suposto, interesse das autoridades adquirentes.,  

A extamente 1 um ano atrás, o estado do Amapá tem em sua conta-corrente, para as duas licitações, o valor de aproximadamente 9 milhões (ou não tem mais) e até presentemente não adquiriu nada, e hoje a população paga com a vida de seus habitantes um preço muito alto, tanto finaceiro, como imaterial.

A Secretaria de Saude do estado do Amapá é a grande responsável pelo colapso que os hospitais da capital e do interior passam. Note-se também, que nas licitações citadas pelo menos 300 camas deixaram de ser adquiridas, fazendo a população hoje buscar agasalho nos corredores e macas dos hospitais.

Com a palavra Sua Excelência, o Senhor Governador do estado do Amapá, Waldez Góes (PDT). 

Fonte

Da redação

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Economia
Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 29 milhões.
Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 29 milhões.
VISUALIZAR
Política
Deputado Capitão Augusto irá apresentar impeachment contra Marco Aurélio por soltura de...
Deputado Capitão Augusto irá apresentar impeachment contra Marco Aurélio por soltura de chefe do PCC
VISUALIZAR
Política
General Mourão critica Marco Aurélio por soltura de chefão do PCC
General Mourão critica Marco Aurélio por soltura de chefão do PCC
VISUALIZAR
Política
Disney não autorizou Joice a usar imagens de Muppets em sua campanha eleitoral
Disney não autorizou Joice a usar imagens de Muppets em sua campanha eleitoral
VISUALIZAR
Economia
Caixa paga parcela do auxílio emergencial a 3,3 milhões de pessoas
Caixa paga parcela do auxílio emergencial a 3,3 milhões de pessoas
VISUALIZAR
Economia
Publicada MP que amplia margem para concessão de crédito consignado
Publicada MP que amplia margem para concessão de crédito consignado
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )