Portal de Noticias da Direita Brasileira

A doce Letícia, síndrome de Down

Uma classe ainda não vista
A doce Letícia, síndrome de Down

A doce Letícia, síndrome de Down

Em nome do Projeto Famílias Invisíveis, venho comunicar que, as mães que foram entrevistadas, falavam muito bem de Letícia (Síndrome de Down).

Uma criança que todos gostavam, queriam estar perto dela por ser doce. Mas, a falta de estrutura e aparato do Estado, do Município não entendem ou, buscaram entender essa nossa classe.

Existem sim os idosos, mulheres, crianças; várias enfermidades nos que se acham “normais” que, deve ser vista com cuidado. Mas, há um grupo, em meio essa pandemia que as autoridades não veem. Ou, fazem que não veem.

Devemos ter um olhar diferenciado aos deficientes (a Lei é clara, 13.146). Tenho um filho com Síndrome de Down, sei da fragilidade que enfrenta: a baixa imunidade, cuidados especiais cm a saúde cardiovascular, além da alimentação. Mas, o que me revolta mais ainda, são os ditos “normais”, ê que a pouco tempo começaram a ter o mínimo de suporte, quanto mais os Invisíveis da sociedade (os deficientes).

Me solidarizo com essas mães que Letícia teve na vida, com familiares sanguíneos, desse ser humano, tão humano que nossa humanidade tem que evoluir muito para entender.


Letícia(18 anos), era filha do Sr. Abel, ex-presidente da APAE, ela estava internada na Unimed; transferida ao São Camilo, não resistiu.

Saiba que os Síndromes de Downs, lhes garanto, o tratamento, neste contexto de COVID, principalmente a eles, é outro, com certeza! Detalhe, quem vai nos socorrer agora? Somos ainda um grupo pequeno.

E, não quero dar falsos alardes, mas, como pai de um Down, quem nos garante que a pandemia cessará? Todo deficiente deve ser visto de forma especial, são todos fantásticos na vida de nossas famílias e da sociedade.

Seu Abel, meus sinceros e profundos sentimentos.

 
 
 

OUVIR NOTÍCIA

Em nome do Projeto Famílias Invisíveis, venho comunicar que, as mães que foram entrevistadas, falavam muito bem de Letícia (Síndrome de Down).

Uma criança que todos gostavam, queriam estar perto dela por ser doce. Mas, a falta de estrutura e aparato do Estado, do Município não entendem ou, buscaram entender essa nossa classe.

Existem sim os idosos, mulheres, crianças; várias enfermidades nos que se acham “normais” que, deve ser vista com cuidado. Mas, há um grupo, em meio essa pandemia que as autoridades não veem. Ou, fazem que não veem.

Devemos ter um olhar diferenciado aos deficientes (a Lei é clara, 13.146). Tenho um filho com Síndrome de Down, sei da fragilidade que enfrenta: a baixa imunidade, cuidados especiais cm a saúde cardiovascular, além da alimentação. Mas, o que me revolta mais ainda, são os ditos “normais”, ê que a pouco tempo começaram a ter o mínimo de suporte, quanto mais os Invisíveis da sociedade (os deficientes).

Me solidarizo com essas mães que Letícia teve na vida, com familiares sanguíneos, desse ser humano, tão humano que nossa humanidade tem que evoluir muito para entender.


Letícia(18 anos), era filha do Sr. Abel, ex-presidente da APAE, ela estava internada na Unimed; transferida ao São Camilo, não resistiu.

Saiba que os Síndromes de Downs, lhes garanto, o tratamento, neste contexto de COVID, principalmente a eles, é outro, com certeza! Detalhe, quem vai nos socorrer agora? Somos ainda um grupo pequeno.

E, não quero dar falsos alardes, mas, como pai de um Down, quem nos garante que a pandemia cessará? Todo deficiente deve ser visto de forma especial, são todos fantásticos na vida de nossas famílias e da sociedade.

Seu Abel, meus sinceros e profundos sentimentos.

 
 
 

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Mundo
"Sentimos essa tragédia como se fosse em nosso território": Bolsonaro disse sobre explosões...
VISUALIZAR
Política
Maia cita Mandetta, Huck e Doria como seus possíveis candidatos para 2022
Maia cita Mandetta, Huck e Doria como seus possíveis candidatos para 2022
VISUALIZAR
Meio Ambiente
Mourão manifesta preocupação com incêndios na Amazônia
Mourão manifesta preocupação com incêndios na Amazônia
VISUALIZAR
Política
VÍDEO: Jornalista denuncia grampo em Bolsonaro e golpe do TSE
VÍDEO: Jornalista denuncia grampo em Bolsonaro e golpe do TSE
VISUALIZAR
Saúde
Guga Chacra zomba de médica referência em cloroquina
Guga Chacra zomba de médica referência em cloroquina
VISUALIZAR
Política
Toffoli suspende impeachment de Witzel na Alerj
Toffoli suspende impeachment de Witzel na Alerj
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )